Coaching e Liderança

Toda pessoa tem capacidade para ser um líder. Entretanto, não é qualquer pessoa que deseja “pagar o preço” para ocupar essa posição. O guru Peter Drucker disse: “É preciso reconhecer que posição hierárquica elevada não confere só privilégios, mas sim, também envolve muitas responsabilidades.” Além disso, um líder precisa desenvolver e treinar constantemente habilidades psicológicas para gerenciar os […]

Toda pessoa tem capacidade para ser um líder. Entretanto, não é qualquer pessoa que deseja “pagar o preço” para ocupar essa posição. O guru Peter Drucker disse: “É preciso reconhecer que posição hierárquica elevada não confere só privilégios, mas sim, também envolve muitas responsabilidades.”

Além disso, um líder precisa desenvolver e treinar constantemente habilidades psicológicas para gerenciar os conflitos de interesses inevitáveis que aparecem no dia-a-dia na sua equipe. A seguir, cito algumas das principais habilidades para se tornar um líder bom e eficaz:

1)    Atitude Psicológica Positiva: O líder deve ser um expert em motivação. Diante de grandes projetos, é inevitável que a equipe tenha momentos de desânimo ou crise. Portanto, o líder precisa ser uma pessoa com tendência ao otimismo, saber se auto-motivar diariamente e deve ter como objetivo passar esse sentimento para a equipe no seu cotidiano.

2)    Resiliência: Todo líder deve desenvolver ao máximo a sua resiliência. O que é isso? É a capacidade de resistir ao stress provocados pelos desafios do dia-a-dia sem sucumbir ou agir com pouca assertividade (ser agressivo ou passivo demais). Essa capacidade envolve ultrapassar tanto os obstáculos externos (pressão de prazos, dificuldades da equipe, cobrança de superiores e de resultado, etc) quanto internos (pouca habilidade do líder para expressar o que espera de cada membro da equipe, dificuldade para delegar, medo de exigir mais de um membro para evitar conflitos, etc). Psicólogos Clínicos da Terapia Cognitiva e Psicologia Positiva são profissionais que treinam constantemente o aumento do seu próprio grau de resiliência para conseguir fazer com que seus clientes superem suas dificuldades, potencializem seus pontos fortes, driblem a incerteza das situações, o nervosismo, a ansiedade e gerenciem sua motivação diante de situações adversas, etc.

3)    Pensamento Estratégico e Criatividade: O líder deve ser criativo e ficar sempre atento periodicamente para a necessidade de fazer alterações nas etapas de cada trabalho, na distribuição de tarefas e responsabilidades e na composição da equipe. É preciso prever obstáculos e criar planos de ação com estratégias focadas para superar os imprevistos. Essa atitude garante a boa condução do processo e aumenta as chances de uma execução impecável.

4)    Foco na Meta: O líder deve sempre estar direcionado para soluções, ao invés, de desperdiçar tempo com o foco nos problemas. Pessoas orientadas para o fracasso focam nos seus defeitos e no pior de todas as situações. Querem sempre ganhar tudo nas negociações, têm pouca flexibilidade para gerenciar os conflitos e um alto grau de insatisfação diária. Pessoas orientadas para o sucesso ou líderes são indivíduos que se preocupam em melhorar suas qualidades e focam no seu constante aperfeiçoamento. Não têm expectativas irrealistas de sempre ganhar tudo nos negócios, são flexíveis na gestão de pessoas e comemoram as pequenas e grandes vitórias frequentemente para se manterem motivados no trabalho.

5)    Coach: O líder deve ter as habilidades de um Coach. Ele tem que engajar a equipe nas metas do projeto. É um grande incentivador e precisar fazer com que as pessoas “vistam a camisa”. Como ele faz isso? Ele é o símbolo da união do grupo e a memória ambulante de todos. Está sempre relembrando com ênfase para cada membro da equipe quais são os seus talentos, qualidades e competências pessoais que contribuem para o trabalho do grupo como um todo. Ele é um agregador por natureza e sabe como fazer as pessoas darem o melhor de si.

Como desenvolver a liderança? Depende. Existe 2 caminhos. Via terapia ou coaching.

Como saber qual é o melhor caminho para mim?

Na sessão inicial aplico testes e faço uma avaliação minuciosa da situação atual da pessoa. Diante dessas informações, consigo saber o que será mais eficiente agora para esta: coaching ou terapia.

Viviane Sampaio. Psicóloga e Coach. Trabalha na Vila Mariana em Sao Paulo – SP. Whatsapp/celular.: (11) 9-9808-3718,   e-mail vs@vivianesampaio.com.br ou skype clinicavivianesampaio

 

topo

© 2011 – 2017. Todos os direitos reservados - contato@vivianesampaio.com.br

design: thaisvilanova